segunda-feira, 20 de março de 2017

Usar o WhatsApp? Sim, mas com regras

redes sociais

As redes sociais invadiram as nossas vidas e parecem ter vindo para ficar. Como mãe, esta é uma questão que sempre me tem preocupado, principalmente quando ouvimos frequentemente casos de garotos que acabam por tomar péssimas decisões devido amizades ou contactos estabelecidos online.
  
Uma das coisas que me deixa angustiada por vezes é tentar perceber até que ponto devo ou não permitir ao meu filho que use determinadas aplicações ou redes sociais. Felizmente, se calhar porque não vê muito o pai nem a mãe usarem, nunca lhe passou pela cabeça, por exemplo, pedir para ter um perfil do Facebook, pedido esse que obviamente não seria aceite, mas um pedido que nos fez, de ter WhatsApp, fez-nos ponderar um bom bocado...

Ao contrário de grande parte dos seus coleguinhas, ele só teve telemóvel quando foi para o 5º ano (e, mesmo assim, ainda me penitenciei um pouco por lho darmos...) porque nos dava um certo jeito por causa da escola, era mais fácil contactar-nos sempre que não tinha aula e saía mais cedo. Mesmo depois de o ter (porque assim que o teve, foi logo informado das regras de uso: nada de adicionar contactos sem nos pedir, chamadas só para os pais, nada de sms para os amigos sem haver necessidade, etc.) nunca lhe ligou muito, mas lá está, no grupinho dele todos tinham o WhatsApp instalado, ele também queria ter.

Acedemos com a promessa, da parte dele, de que não adicionaria ninguém sem o nosso conhecimento e de que, já alertado para os perigos de uma má utilização, iria fazer um uso responsável da aplicação. Felizmente, até à data, tem cumprido. Usa principalmente quando se esquece de qual era a página dos TPC's ou coisas do género, ou para enviar videos dos youtubers que mais aprecia aos amigos que partilham o mesmo gosto.

Mesmo assim já detetou que alguns amigos fazem coisas menos corretas, como enviar mensagens que lhes chegam sem origem definida, do género "envia para 10 dos teus contactos...". A um deles já avisou mesmo: "Ou páras de me mandar essas coisas ou apago o teu contacto..."

Na minha perspectiva, o mais importante da questão, para que os nossos filhos façam um uso correcto e em segurança deste tipo de aplicações é, sobretudo, que estejam alertados sobre os perigos e armadilhas que se escondem por todas as redes sociais. Se eles tiverem noção disso, estarão mais alerta e mais dificilmente se colocarão à mercê de mentes perversas. E, além disso, nem todos os garotos terão a mesma maturidade para conseguirem discernir correctamente. 

Ficam aqui algumas dicas para incentivar ao uso responsável, neste caso, do WhatsApp:
                 
  • Nunca, mas mesmo nunca, trocar mensagens com desconhecidos. Partilhar a identidade apenas com quem se conhece e não com um estranho que pode ficar a conhecer os hábitos da criança e colocar a segurança desta em risco. O mesmo se aplica a informações relacionadas com a localização. No caso do meu filhote, por exemplo, nunca adiciona nenhum contacto (apesar de eu conhecer praticamente todos os seus amigos, os únicos que está autorizado a adicionar além dos familiares) sem falar comigo ou com o pai; 

  • O uso desta rede social (como de todas as outras) deve obedecer a regras. Não é de todo benéfico a criança ter a noção de que pode falar com quem quiser ou usar a app a seu bel-prazer sem haver algum controlo parental. Atenção que, se é verdade que os nossos filhos devem ter a sua privacidade, isso não implica o total alheamento da nossa parte no que ao uso das redes sociais diz respeito. Com peso e medida, devemos acompanhar o seu percurso nas redes sociais, por vezes tão cheias de perigos, porque garantir a sua segurança deve ser sempre a nossa primeira preocupação;

  • Fazer perceber a criança que o WhatsApp não é um brinquedo, é uma ferramenta de conversação que deve ser usada apenas quando há alguma coisa a dizer, com alguma relevância e conteúdo; 

  • Sendo uma aplicação onde é possível enviar/receber fotografias e vídeos, é forçoso que a criança perceba aquilo que deve e o que nunca deve enviar e que se sinta à-vontade para alertar os pais se eventualmente receber algum conteúdo menos próprio;

  • A criação de grupos não deve ser utilizada para fins que não a partilha de interesses. Criar um grupo para gozar com um colega ou difundir inverdades é bullying! O objetivo deve ser sempre promover o diálogo e nunca o conflito.         

  • O WhatsApp não substitui a conversa presencial. É só uma ferramenta que nunca deve ser preferida à conversa tradicional, sempre que haja oportunidade para que esta ocorra.

Costumam usar muito esta app? Têm estas preocupações?

online

18 comentários:

  1. Um dia quando tiver um filho ele só vai ter telefone de teclas até à adolescência. E bem pode chorar.
    Eu cometi muitos erros e não quero que os meus filhos façam o mesmo, e ainda por cima, nas circunstâncias que adolescência nada o mundo hoje em dia pior. Os miúdos não tem a noção dos perdido, ou até tem mas não querem saber..


    Beijinhos,Sofia
    www.pirilamposemarte.com

    ResponderEliminar
  2. Quando as crianças têm uma boa educação e são responsáveis como o teu filho, é preciso confiar nelas. Neste caso, parece que tens em casa um bom menino que não se vai meter em problemas :) Era bom que fosse assim com todos...

    Beijinhos,
    Daniela**

    Girls Just Wanna Have... | YOUTUBE | FACEBOOK | INSTAGRAM ​​

    ResponderEliminar
  3. O importante é estar sempre atento porque por vezes eles gostam de fazer as coisas às escondidas. Faz parte da idade. Até nós, quando eramos mais pequeninos nem sempre contavamos tudo aos pais.
    Beijinho*
    The best of me

    ResponderEliminar
  4. Antes era tudo tão mais fácil, tive o meu primeiro telemóvel no 9º ano e era algo a que eu e os meus colegas chamava-mos de tijolo, tal era o tamanho. :) E nem havia net por isso não haviam preocupações! :D Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  5. Gosto sempre de ler os teus posts pois mostram que és uma mãe responsável! Felizmente o teu menino está a ter o devido acompanhamento e educação! Parabéns!
    Beijinhos

    Blog ChocoPink / Instagram / Facebook

    ResponderEliminar
  6. É muito bom não privar as crianças destas coisas. Deve-se sim mantê-las a par dos perigos e acompanhar o seu uso, fazes muito bem!
    Beijinhos,
    An Aesthetic Alien | Instagram | Facebook
    Youtube

    ResponderEliminar
  7. Ainda sou novinha portanto não sou mamã mas fico estupefacta com a liberdade que os pais de hoje em dia dão aos filhos em relação a este tema, há crianças de três e quatro anos a mexerem melhor num computador, tablet ou telemóvel que eu e crianças com seis e sete anos a ter facebook, instagram e snapchat mas quando se fala em brincar na rua, os pais dizem que é perigoso!
    Sem dúvida que tens um menino bem comportado, com cabecinha para pensar mas todo o cuidado é pouco, às vezes a curiosidade e as más influências leva-nos a fazer coisas que não queríamos.

    Beijocas, Hellen ❤
    http://instantesimprovaveis.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  8. As novas tecnologias usadas sem controlo estão a prejudicar os jovens...


    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  9. Hoje em dia tem que se redobrar a atenção com as crianças!
    Excelentes dicas! :)

    A Marca da Marta

    ResponderEliminar
  10. É preciso ter imensos cuidados com as redes sociais, ouvem-se noticias arrepiantes! Com o devido cuidado e com o acompanhamento certo, as crianças estão sem dúvida, muito mais seguras!

    Curiosamente nunca utilizei esta aplicação, um dia destes tenho de ir espreitar ;)

    Excelentes conselhos Lina, oxalá toda a gente os seguisse!

    Beijinho grande <3
    http://demantanosofa.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  11. concordo, é necessário ter limites!
    bjs

    http://www.julialisblog.com/

    ResponderEliminar
  12. è necessário estabelecer regras as crianças e também podemos controlar essas amizades enquanto ainda não têm assim tanta maturidade
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  13. Por acaso é algo que nunca utilizei.
    Beijinhos
    http://virginiaferreira91.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  14. Hoje em dia tem que tomar muito cuidado, é muita tecnologia pros nossos pequenos!

    Beijão, mariasabetudo

    ResponderEliminar
  15. Concordo, tudo tem um limite!
    Amei demais essa postagem!

    Um beijo.
    www.annecollise.com

    ResponderEliminar
  16. Sem dúvida pontos muito importantes! Por acaso não é uma app que use muito.
    Beijinhos, The Fancy Cats

    ResponderEliminar

Muito obrigada pelo seu comentário, vou ler com toda a atenção e responder :) Se tem um blog, não se esqueça de deixar o endereço, quero muito conhecê-lo ;)